O portuga e as jóias

O assaltante português é interrogado na delegacia.

— Cadê as jóia? — grita o delegado, afundando a cabeça do portuga num barril.

Depois de longos segundos, ele é retirado do barril, ensopado:

— Ora pois... Eu não sei!

— Cadê as jóia? — repete o delegado, afundando a cabeça dele e deixando o dobro do tempo.

— Eu não sei! Eu não sei...

E tome outro banho!

— Espere um minuto! — diz o portuga, quase afogado — Acho que se você tirar a água do barril, fica mais fácil de encontraire.

O portuga e as jóias
Compartilhe

Mais Piadas de Português

Competição de Pára-Quedas

Teve um grande concurso de tecnologia de construgco de pára-quedas nos EUA. Como finalistas sobraram o Americano, o Japonês e o Português. Enfiaram o três num avião e decolaram p [...]

Compartilhe

Chaveiro

O Manuel chega no chaveiro e pede: — Seria possível o senhoire abrir a porta do meu carro, pois travou-se com as chaves dentro? — Pois não, senhor. Se puder aguardar um instante... [...]

Compartilhe

Assaltantes de malotes

Dois portugueses assaltaram um carro forte e cada um levou um malote fechado. Meses depois eles se encontram: - Ô, Manoel! Tinha muito dinheiro no seu malote? - Que nada! Oitoce [...]

Compartilhe

Pedindo amigos

O português ia belo e folgado dirigindo a sua Besta numa estrada, ao lado de sua esposa, quando um guarda faz sinal para ele parar. - Os documentos da Besta, por favor! - Pois nã [...]

Compartilhe