Nos Tempos Do Velho Oeste

Esta é do tempo do Velho Oeste. Aquele bandido mal afamado entra no Saloon, arrastando as esporas prateadas. Silêncio. Ele se aproxima do balcão. Não se ouve nem um pio. Abre o casaco, exibindo um reluzente revólver no coldre, vira-se para um rapaz que estava sentando em uma das mesas e pergunta:
- Você aí... sabe quanto é um mais um?
- É... é... é do-do-is! - responde o rapaz.
Então, ele saca o revólver e bang... bang... dá dois tiros na testa do sujeito.
Silêncio total, de repente uma vozinha fina de mulher, vinda lá do fundo:
- Por que mataste o rapaz?
- Porque ele sabia demais!

Nos Tempos Do Velho Oeste
Compartilhe

Mais Piadas de Humor Negro

Brasília: homicídio brincoso

Brasília, alta madrugada. Por uma daquelas belas avenidas segue em alta velocidade um carro de luxo. Dentro dele estão dois adolescentes da melhor sociedade brasiliense. A certa al [...]

Compartilhe

Irmão e a irmã

Tava o irmão comendo a irmã, quando ela disse: - Poxa, você não transa feito o papai!! - É, mamãe já me disse.

Compartilhe

Nos Tempos Do Velho Oeste

Esta é do tempo do Velho Oeste. Aquele bandido mal afamado entra no Saloon, arrastando as esporas prateadas. Silêncio. Ele se aproxima do balcão. Não se ouve nem um pio. Abre o cas [...]

Compartilhe

Boas Noticias

No tempo da Segunda Guerra Mundial (isso, aquela que passa na Aquarela do Brasil) o chefe do campo de concentração estava ficando desesperado com as derrotas do exército alemão e r [...]

Compartilhe